fbpx

Flexibilidade Metabólica

A flexibilidade metabólica é a capacidade de alternar entre a queima de carboidratos, gordura e cetonas com facilidade. Se reduzirmos significativamente o consumo de carboidratos na dieta, essa baixa disponibilidade de glicose pressiona nossas mitocôndrias para queimar gorduras e, se mantida por tempo suficiente, cetonas.

Flexibilidade metabólica permitiu nossa sobrevivência durante períodos de escassez de alimentos ou carboidratos limitados em nosso ambiente. Ela é importante para manter, pois seu inverso, a inflexibilidade metabólica, está associada a estados de resistência à insulina, como pré-diabetes, diabetes tipo 2 e síndrome metabólica.

A inflexibilidade metabólica está na disfunção mitocondrial, e que a adoção de práticas que suportam nossas mitocôndrias pode ajudar a reverter esses fenótipos metabólicos.

Pesquisadores estão estudando maneiras de aumentar a flexibilidade metabólica, incluindo exercícios, jejum, dietas cetogênicas, restrição calórica e possivelmente até suplementos de cetonas exógenas.

Como essa inflexibilidade metabólica é mais perceptível no músculo, os exercícios podem ser uma terapia metabólica poderosa para melhorar a função mitocondrial, mas não substitui a necessidade de mudanças na dieta. Os dois trabalham sinergicamente para melhorar a flexibilidade metabólica.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa Atletas LowCarb

Podcast #160

Siga-nos nas redes sociais. ;)

Youtube

180 9.6K 304.4K
Atletas LowCarb
O QUE NÃO TE CONTAM SOBRE LOW CARB
682 views
120    1