fbpx

Wanderson Nascimento

Meu nome é Wanderson Nascimento, sou atleta de trail running há pouco mais de três anos e, em 2019, parti para as ultra trails.

Minha experiência com a low carb é um pouco mais recente, mas já sinto excelentes resultados não só na performance esportiva, mas na saúde como um todo.

No final de 2018, minha mãe estava pré diabética e, para incentivá-la a ter uma alimentação adequada para essa condição, resolvi entrar junto e adotar uma alimentação com restrição de carboidratos, uma vez que tenho outros casos de diabetes na família. Procurei uma nutricionista, que me prescreveu uma dieta no início de dezembro.

Há pelo menos dois anos já treinava em jejum, mesmo com uma alta ingestão de carboidratos. No entanto, não tinha dificuldades, pois meus treinos diários eram mais curtos e sempre fazia uma refeição com mais carbo na noite anterior aos treinos mais longos. Nesse período já flertava com a low carb, lendo, assistindo a vídeos e acompanhando o André Burgos; mas o gatilho para mudar foi a doença da minha mãe.

Com a low carb, inicialmente senti os efeitos do período de adaptação, com sensação de fraqueza nos treinos, mas como já acompanhava o Atletas Low Carb, sabia que seria passageiro. Escolhi o período de base de treinos para encaixar a low carb justamente por causa da adaptação. Com cerca de duas ou três semanas já estava totalmente adaptado e, em um mês, já havia perdido peso e reduzido mais de 4% da gordura corporal, sentindo já a melhoria do desempenho.

Em fevereiro tive minha primeira competição e pela primeira vez larguei em jejum. Eu sempre treinava, mas competir nunca tive coragem, por causa do medo que os amigos me impunham. Fiz os 30 Km de montanha em jejum de mais de 12h e não tive necessidade de comer nada; só repus água e sais. Fui campeão e quebrei o recorde da prova, com 2h16.

A partir daí ganhei mais segurança e a evolução foi ainda maior. Além da performance, senti diversos benefícios, como melhoria da qualidade do sono, fim das inflamações da pele (acne e dermatite seborreica), fim da compulsão por doces, melhor composição corporal, sem contar a economia e praticidade na alimentação, com fim dos gastos com lanches e industrializados. Sem complicação de fórmulas mágicas de pré, intra e pós treino. Apenas comida de verdade.

Em abril fui vice campeão geral do Ushuaia by UTMB, na distância de 50Km, uma prova duríssima, com temperaturas negativas e alto nível, com atletas de 28 países. Novamente em jejum e com alimentação low carb. Hoje tenho a certeza de que a low carb foi a melhor escolha para mim, tanto em relação a saúde, quanto em relação ao desempenho esportivo.

Instagram: @wandersontrailrunner

Compartilhe:

Programa Atletas LowCarb

Podcast #113

Siga-nos nas redes sociais. ;)

Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Youtube

130 7.2K 196.5K
Atletas LowCarb
Estratégias que funcionam
302 views
78    0